Seja bem vindo

Quando o dia amanhece Deus abençoa a todos, quando a noitece Deus dar o descanso para o corpo, mas mantém seu espirito em vigilancia. Permaneça firme em tudo que deseja realizar com fé e segurança.

Pesquisar este blog

sexta-feira, 6 de julho de 2012

REAJUSTE DOS PROFESSORES DA REDE PÚBLICA MUNICIPAL DE ENSINO DO CARPINA É APROVADA POR UNANIMIDADE

Professores de Carpina levam seis meses para ter seu reajuste salarial aprovado na Câmara de Vereadores. O sindicato que vinha reivindicando o reajuste da categoria de professores a seis meses, conta uma história de sofrimento e vitória. Para ter esse reajuste precisou de fazer greve, mobilização nas ruas da cidade de Carpina, foram a capital pernambucana, fechararam o trânsito das principais avenidas do Recife, até chegar ao Palácio da Justiça de Pernambuco e pedir ao corregedor de justiça que julgue o processo que se encontra naquele forum desde o ano de 2009 e também pedir ao Ministério Público de Pernambuco as devidas providência.

Não demorou muito, o Ministerio Público de Carpina envia a prefeitura do Carpina  um documento determinando prazo de 60 dias para fazer valer a lei  e reajustar o salário dos professores conforme a legislação federal em vigor. O corregedor de Justiça se comprometeu em julgar o processso em 2ª estância que se encontra naquela casa, entre o meado de julho ou gosto.

O sindicato no dia 25 de abril suspende a greve por tempo indeterminado e espera o cumprimento da lei e da justiça. A partir daquele momento já se entendeu que estava nascendo os primeiros passos para uma negociação para o gestor público enviar o projeto Lei de Reajuste Salarial da Categoria  para a Câmara de Vereadores.

No meado de junho o prefeito de Carpina enviou projeto lei reajustando o salário dos professores com carga horária de 150 e 200 horas/aulas para quem tivesse nos anos iniciais e os demais professores que tivesses igual ou superior a 5 anos não teriam reajuste salarial e os direitos constitucional do Plano de Cargos, Carreira,  e Vencimentos ficaria de fora do projeto, tirando assim o direito de valorização dos professores. A Câmara de vereadores através do vereador Cicero, quando leu o projeto detectou algumas falhas e descumprimento das legislação municipal e federal  e pediu que o projeto fosse devolvido para o prefeito tomar as devidas providencias.

O sindicato não parou por aí, ficou atento. Colocou um carro de som nas ruas da cidades informando a toda a sociedade do desmando do gestor público que se negava a dar o reajuste salarial dos professores conforme a legislação em vigor. Novamente o gestor público manda o projeto corrigido mais ainda continuava com falhas. Ele garantia as vantagens, quinquenio e o pó de giz, mas continuou deixando os demais profissinais que tinha cinco  ou anos sem reajuste. A diretora presidente Maria das Mercês Silveira, fez uma assembléia com os professores e passou informação sobre o projeto lei que estava em tramitação na câmara  de vereadores do Carpina para ser votado e que o projeto contiuava ferindo a legislação municipal e federal. Esse projeto garantia apenas os quinquênio, as gratificações, mas não garantia o Plano de Cargos, Carreira e Vencimento da categoria, com isso a maioria  dos professores não teriam o reajuste salarial que tanto se esperavam. A categoria descidiu em manter a greve suspensa até o final de julho, até quando receber o provento do mês em curso. Outrossim, esperar a votação do projeto com suas modificações na forma da lei e ser apovado.

O sindicato e os professores agradecem aos vereadores Cícero e o vereador Charles Meira que ficou atento ao projeto e manteve o sindicato informado sobre o projeto que ali se encontrava tramitando. Hoje, dia 06 de julho, o projeto Lei nº 02/2012 é aprovado com as devidas correções de acordo com a legislação municipal e federal em vigor. O projeto foi aprovado por unanimidade sem muita discursão e os professores contam vitória depois de seis meses de luta. Mesmo assim, a greve continua suspensa até o final do mês, ou seja quado se receber o  primeiro vencimento depois da lei sancionada pelo gestor público. A presidente do SINSEMUC vai tribuna da câmara e agradece a todos presentes, aos vereadores que votaram o projeto Lei 02/2012 que outorgaram o gestor público a reajustarem o salário dos professores, como também fez questão de citar nomes dos vereadores que contribuiram para que esse projeto fosse votado e aprovado com as devidas modificações garantindo seus respectivos direitos constitucional na  forma da legislação em vigor. Vejam as fotos relacionadas a baixo.


Professores entre outros lotam a Câmara de Vereadores do Carpina para assistir a votação do projeto Lei 02/2012 que reajusta o salário dos professores.

No lado esquerdo se fez presente os vereadores: Neco da combi, Dr Fernando e Dedé Lanche
Na mesa diretora se fez presente os vereadores: Bila, Edilson da Ambulância e Claudio do Gesso

No lado esquerdo se fizeram presente os vereadores: Charles Meira, Cícero de Florestinha, Marta Guera e Tembú
Na plenária ficaram os professores entre outros.

Maria das Mercês Silveira presidente do SINSEMUC fez pronunciamento na tribuna da Câmara  de Vereadores e agradece a todos vereadores que contribuiram diretamente ou indiretamente pela aprovação do projeto que reajusta o salário dos professores e a todos os professores que se fizeram presente na Casa Murilo Silva

A presidente do SINSEMUC Maria das Merces Silveira da entrevista à radialisa da Alternativa FM

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Marcadores