Seja bem vindo

Quando o dia amanhece Deus abençoa a todos, quando a noitece Deus dar o descanso para o corpo, mas mantém seu espirito em vigilancia. Permaneça firme em tudo que deseja realizar com fé e segurança.

Pesquisar este blog

terça-feira, 26 de junho de 2012

Assembléia Geral para descidir a suspensao da greve dos profesores


O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais  - Regional Mata Norte realizou Assembléis Geral com os servidores públicos municipais incluindo todas as categorias destacando-se em massa os professores. Se fez presente os Diretores(as) Maria das Merces Silveira (Presidente) e os demais diretores: Elielson, Lenice, João Bosco, Audilson, Jadilson entre outros. Também se fez presente o vereador Chares Meira e alguns representantes do Conselho do FUNDEB: Severina Coutinho e Girlandio. Na assembléia foi discutido da questão da greve e o Projeto Lei 002/2012 que trata do reajuste salarial dos professores que vem em luta desde o início do ano.O projeto lei garante um reajuste de 22% para os professores que trabalham 200 horas aulas que corresponde um valor de R$ 1.451,00  e 47% para os professores que trabalham 150 horas aula mensal  que corresponde a um valor de R$ 1.089,00 para quem está em início de carreira, retroagindo as despesas a partir do mês de janeiro do ano em curso. O projeto Lei garantiu os quinquenios e as gratificações de funções mais não garantiu o enquadramento do Plano de Cargos Carreira e Vencimento, com isso entende-se que os professores  que tem cino anos ou mais sem o reaajuste. Essa questão foi discutida pela presidente Srª Maria das Merces Silveira. Foi falado a questão  do Plano de Cargos e Carreira e Vencimentos dos demais profissionais da educação( Merendeira, Serviços Gerais, Porteiro vigilantes entre outros) que dão suporte técino e apoio ao desenvolvimento da educação básica. A senhora presidente pediu  que levantasse suas mãos os profissionais que exerce essas funções suplacitadas e o quantitativo foi insignififcante. Feita essas apresentações foi franqueadas o uso da palavra para os professores expressar suas idéias  para que junto podesse tomar uma decisão. O vereador Charles Meira, as professoras Jaqueline, Maria Auxiliadora, Severina Coutinho e o professor Luiz Antonio, fizeram uso da palavra.  Foi discutido que esse projeto Lei já está na Câmara de Vereadores para ser votado conforme o parecer da Comissão de Sistematização e Jurídica de acordo com a legislação federal e municipal. Finalizando a Assembléia ficou acordado que a AGREVE dos professores permaneceria suspenso até o dia que os professores recebesse seu provento reajustado, caso o prefeito não pague o reajuste salarial os professores retornariam a greve.

Professores atento s fala da presidente do Sinsemuc


Professores comparecem mem maça a assembleia para a discussão do pprojeto Lei que trata do reajuste do piso salarial da categproia

Diretores do Sisnemuc e vereadpr Charles Meira






Prof. Luiz Antoniodo projeto Lei 002/2012 que trata do reajuste salarial dos professores

Categoria aprovam proposta de suspensão da greve por tempo determinado





 Vejam a ATA abaixo:

SINDICATO DOS SERVIDORES PÚBLICOS MUNICIPAIS DE CARPINA, PAUDALHO, ITAQUITINGA, A L I A N Ç A , VICÊNCIA, MACAPARANA, BUENOS AIRES, TRACUNHAÉM E LAGOA DO CARRO. FILIADO A FEDERAÇÃO DOS SINDICATOS E ASSOCIAÇÕES DE SERVIDORES PÚBLICOS EM PERNAMBUCO, À CONFEDERAÇÃO DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO BRASIL, A CONFEDERAÇÃO NACIONAL DOS SERVIDORES PÚBLICOS E A CENTRAL GERAL DOS TRABALHADORES DO BRASIL.

Ata da Assembleia Geral do SINSEMUC Regional Mata Norte - Sindicato do Servidores Públicos Municipais de Carpina, Paudalho, Itaquitinga, Aliança, Vicência, Macaparana, Buenos Aires, Tracunhaém e Lagoa do Carro no Estado de Pernambuco. Aos vinte e seis dias do mês de junho de dois mil e doze (26/06/2012) às nove horas e trinta minutos, realizou-se na Câmara de Vereadores do Município de Carpina, no Estado de Pernambuco, a Assembleia Geral do SINSEMUC Regional Mata Norte, com servidores públicos deste município, conforme poderá ser constatado a lista de presença anexa. A assembleia foi presidida pela Sf. Maria das Mercês Silveira Coutinho, Diretora Presidente do SINSEMUC, que deu as boas vindas, fazendo uma retrospectiva do que vem ocorrendo desde a greve. A Presidente desejou saber quais servidores se encontravam presentes que não são professores, advertiu a todos da importância dos servidores juntarem-se ao sindicato para fortalecer o órgão de classe e lutar pela implantação do Plano de Cargos, Carreira e Vencimentos de todos os servidores. Em seguida leu parte da mensagem enviada pelo gestor que diz: Cumpre-se observar que o aumento de salários e vencimentos dos demais profissionais da educação fica vedado, face às eleições do corrente ano, em cumprimento ao art. 73, inciso VIII da Lei N° 9.504/97. A presidente foi incisiva em advertir osservidores que quando o sindicato chamar a categoria para o movimento todos deve comparecer,pois o Órgão de Classe só será forte se a categoria estiver presente. Dando continuidade a presidente desejou saber quem dos presentes havia lido o projeto de Lei N° 002/2012 datado de 18de junho de 2012. A palavra foi facultada para quem desejasse pronunciar-se. Fez uso da palavra a professora Maria Auxiliadora Costa Lima, alertando aos colegas que este projeto não está claro quanto à progressão salarial de acordo com nosso estatuto, pois o referido projeto garante apenas a gratificação da docência, demais gratificações e quinquénios. Lembrou aos colegas que precisamos do aumento salarial, no entanto, deve ser votado um aumento que não venha suprimir direitos e vantagens conquistadas ao longo do tempo. Fez uso da palavra a professora Jaqueline Gomes de Souza, dizendo que ela e demais colegas ao analisar o projeto de lei, observaram que não tinha a planilha, determinava apenas, que o piso salarial do professor com 150 horas aula passa a ser de R$ 1.089,00. Não fazendo nenhuma referência ao piso inicial, conforme estabelece o § 3o art. 2o da LeiN° 11.738/2008 (Legislação do Piso Salarial Nacional). Em sua fala disse também que queremos o reajuste sim, porém queremos o reajuste correto. Fez uso da palavra a professora Maria Severina/\ Coutinho, dizendo que os professores estão de parabéns, pois nunca nenhum gestor do Município! \ respeitou a categoria de professores. Que a nossa greve foi um sucesso. Que tanto o prefeito atualO quanto os futuros irão nos respeitar. Que se o gestor atual tem alguma indiferença com a presidente \ do sindicato ele deve resolver com ela e não querer descontar na categoria. Fez uso da palavra o/ * vereador Charles Meira e disse que a Câmara está disposta a votar o projeto, mas primeiro deve ouvir o sindicato que é o representante legal da categoria, por isso, ele se faz presente em todas as assembleias. Fez uso da palavra a professora aposentada Maria de Fátima Lima de Andrade, advertindo a categoria que pessoas ligadas ao gestor com o objetivo de dividir a categoria, espalharam boatos pela cidade dizendo que a presidente do sindicato só iria defender os professores ' de 200 horas aulas. Que só pessoas que não conhecem o caráter de Mercês acreditaram. O vereador Charles, pediu a parte e complementou dizendo que é de lastimar que alguém tenha duvidado caráter da líder sindical Mercês Silveira, pois a mesma tem sido um baluarte para os professores e demais servidores. O professor Luiz Antonio pediu a palavra e fez a seguinte proposta: O PREFEITO ATENDEU A RECOMENDAÇÃO DO MINISTÉRIO PÚBLICO, ENVIANDO O PROJETO DE LEI DENTRO DO PRAZO ESTABELECIDO. SABEMOS QUE O REFERIDOPROJETO SUPRIME DIREITOS ADQUIRIDOS. IREMOS TENTAR A NEGOCIAÇÃO, CASO O PREFEITO NÃO ATENDA NOSSA REIVINDICAÇÃO A CATEGORIA SERÁCONVOCADA E RETOMAREMOS A GREVE. A presidente colocou a proposta em votação e foiaprovada por unanimidade. Em seguida a presidente convocou a categoria para se fazerem presente na Câmara de vereadores na próxima terça - feira dia 03/07/2012 para a aprovação do projeto de Lei. Foi facultada a palavra e não havendo quem desejasse mais falar a Presidente agradeceu a presença de todos e deu por encerrada a Assembleia e para constar, eu José Jadilson de Oliveira Custódio, secretário geral, lavrei a prç^nte ata que é assinada por mim e pela diretora presidente. Carpina - PE; 26 de Junho de 2012

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Marcadores