Seja bem vindo

Quando o dia amanhece Deus abençoa a todos, quando a noitece Deus dar o descanso para o corpo, mas mantém seu espirito em vigilancia. Permaneça firme em tudo que deseja realizar com fé e segurança.

Pesquisar este blog

terça-feira, 26 de junho de 2012

Assembléia Geral para descidir a suspensao da greve dos profesores


O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais  - Regional Mata Norte realizou Assembléis Geral com os servidores públicos municipais incluindo todas as categorias destacando-se em massa os professores. Se fez presente os Diretores(as) Maria das Merces Silveira (Presidente) e os demais diretores: Elielson, Lenice, João Bosco, Audilson, Jadilson entre outros. Também se fez presente o vereador Chares Meira e alguns representantes do Conselho do FUNDEB: Severina Coutinho e Girlandio. Na assembléia foi discutido da questão da greve e o Projeto Lei 002/2012 que trata do reajuste salarial dos professores que vem em luta desde o início do ano.O projeto lei garante um reajuste de 22% para os professores que trabalham 200 horas aulas que corresponde um valor de R$ 1.451,00  e 47% para os professores que trabalham 150 horas aula mensal  que corresponde a um valor de R$ 1.089,00 para quem está em início de carreira, retroagindo as despesas a partir do mês de janeiro do ano em curso. O projeto Lei garantiu os quinquenios e as gratificações de funções mais não garantiu o enquadramento do Plano de Cargos Carreira e Vencimento, com isso entende-se que os professores  que tem cino anos ou mais sem o reaajuste. Essa questão foi discutida pela presidente Srª Maria das Merces Silveira. Foi falado a questão  do Plano de Cargos e Carreira e Vencimentos dos demais profissionais da educação( Merendeira, Serviços Gerais, Porteiro vigilantes entre outros) que dão suporte técino e apoio ao desenvolvimento da educação básica. A senhora presidente pediu  que levantasse suas mãos os profissionais que exerce essas funções suplacitadas e o quantitativo foi insignififcante. Feita essas apresentações foi franqueadas o uso da palavra para os professores expressar suas idéias  para que junto podesse tomar uma decisão. O vereador Charles Meira, as professoras Jaqueline, Maria Auxiliadora, Severina Coutinho e o professor Luiz Antonio, fizeram uso da palavra.  Foi discutido que esse projeto Lei já está na Câmara de Vereadores para ser votado conforme o parecer da Comissão de Sistematização e Jurídica de acordo com a legislação federal e municipal. Finalizando a Assembléia ficou acordado que a AGREVE dos professores permaneceria suspenso até o dia que os professores recebesse seu provento reajustado, caso o prefeito não pague o reajuste salarial os professores retornariam a greve.

Professores atento s fala da presidente do Sinsemuc


Professores comparecem mem maça a assembleia para a discussão do pprojeto Lei que trata do reajuste do piso salarial da categproia

Diretores do Sisnemuc e vereadpr Charles Meira






Prof. Luiz Antoniodo projeto Lei 002/2012 que trata do reajuste salarial dos professores

Categoria aprovam proposta de suspensão da greve por tempo determinado





 Vejam a ATA abaixo:

SINDICATO DOS SERVIDORES PÚBLICOS MUNICIPAIS DE CARPINA, PAUDALHO, ITAQUITINGA, A L I A N Ç A , VICÊNCIA, MACAPARANA, BUENOS AIRES, TRACUNHAÉM E LAGOA DO CARRO. FILIADO A FEDERAÇÃO DOS SINDICATOS E ASSOCIAÇÕES DE SERVIDORES PÚBLICOS EM PERNAMBUCO, À CONFEDERAÇÃO DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO BRASIL, A CONFEDERAÇÃO NACIONAL DOS SERVIDORES PÚBLICOS E A CENTRAL GERAL DOS TRABALHADORES DO BRASIL.

Ata da Assembleia Geral do SINSEMUC Regional Mata Norte - Sindicato do Servidores Públicos Municipais de Carpina, Paudalho, Itaquitinga, Aliança, Vicência, Macaparana, Buenos Aires, Tracunhaém e Lagoa do Carro no Estado de Pernambuco. Aos vinte e seis dias do mês de junho de dois mil e doze (26/06/2012) às nove horas e trinta minutos, realizou-se na Câmara de Vereadores do Município de Carpina, no Estado de Pernambuco, a Assembleia Geral do SINSEMUC Regional Mata Norte, com servidores públicos deste município, conforme poderá ser constatado a lista de presença anexa. A assembleia foi presidida pela Sf. Maria das Mercês Silveira Coutinho, Diretora Presidente do SINSEMUC, que deu as boas vindas, fazendo uma retrospectiva do que vem ocorrendo desde a greve. A Presidente desejou saber quais servidores se encontravam presentes que não são professores, advertiu a todos da importância dos servidores juntarem-se ao sindicato para fortalecer o órgão de classe e lutar pela implantação do Plano de Cargos, Carreira e Vencimentos de todos os servidores. Em seguida leu parte da mensagem enviada pelo gestor que diz: Cumpre-se observar que o aumento de salários e vencimentos dos demais profissionais da educação fica vedado, face às eleições do corrente ano, em cumprimento ao art. 73, inciso VIII da Lei N° 9.504/97. A presidente foi incisiva em advertir osservidores que quando o sindicato chamar a categoria para o movimento todos deve comparecer,pois o Órgão de Classe só será forte se a categoria estiver presente. Dando continuidade a presidente desejou saber quem dos presentes havia lido o projeto de Lei N° 002/2012 datado de 18de junho de 2012. A palavra foi facultada para quem desejasse pronunciar-se. Fez uso da palavra a professora Maria Auxiliadora Costa Lima, alertando aos colegas que este projeto não está claro quanto à progressão salarial de acordo com nosso estatuto, pois o referido projeto garante apenas a gratificação da docência, demais gratificações e quinquénios. Lembrou aos colegas que precisamos do aumento salarial, no entanto, deve ser votado um aumento que não venha suprimir direitos e vantagens conquistadas ao longo do tempo. Fez uso da palavra a professora Jaqueline Gomes de Souza, dizendo que ela e demais colegas ao analisar o projeto de lei, observaram que não tinha a planilha, determinava apenas, que o piso salarial do professor com 150 horas aula passa a ser de R$ 1.089,00. Não fazendo nenhuma referência ao piso inicial, conforme estabelece o § 3o art. 2o da LeiN° 11.738/2008 (Legislação do Piso Salarial Nacional). Em sua fala disse também que queremos o reajuste sim, porém queremos o reajuste correto. Fez uso da palavra a professora Maria Severina/\ Coutinho, dizendo que os professores estão de parabéns, pois nunca nenhum gestor do Município! \ respeitou a categoria de professores. Que a nossa greve foi um sucesso. Que tanto o prefeito atualO quanto os futuros irão nos respeitar. Que se o gestor atual tem alguma indiferença com a presidente \ do sindicato ele deve resolver com ela e não querer descontar na categoria. Fez uso da palavra o/ * vereador Charles Meira e disse que a Câmara está disposta a votar o projeto, mas primeiro deve ouvir o sindicato que é o representante legal da categoria, por isso, ele se faz presente em todas as assembleias. Fez uso da palavra a professora aposentada Maria de Fátima Lima de Andrade, advertindo a categoria que pessoas ligadas ao gestor com o objetivo de dividir a categoria, espalharam boatos pela cidade dizendo que a presidente do sindicato só iria defender os professores ' de 200 horas aulas. Que só pessoas que não conhecem o caráter de Mercês acreditaram. O vereador Charles, pediu a parte e complementou dizendo que é de lastimar que alguém tenha duvidado caráter da líder sindical Mercês Silveira, pois a mesma tem sido um baluarte para os professores e demais servidores. O professor Luiz Antonio pediu a palavra e fez a seguinte proposta: O PREFEITO ATENDEU A RECOMENDAÇÃO DO MINISTÉRIO PÚBLICO, ENVIANDO O PROJETO DE LEI DENTRO DO PRAZO ESTABELECIDO. SABEMOS QUE O REFERIDOPROJETO SUPRIME DIREITOS ADQUIRIDOS. IREMOS TENTAR A NEGOCIAÇÃO, CASO O PREFEITO NÃO ATENDA NOSSA REIVINDICAÇÃO A CATEGORIA SERÁCONVOCADA E RETOMAREMOS A GREVE. A presidente colocou a proposta em votação e foiaprovada por unanimidade. Em seguida a presidente convocou a categoria para se fazerem presente na Câmara de vereadores na próxima terça - feira dia 03/07/2012 para a aprovação do projeto de Lei. Foi facultada a palavra e não havendo quem desejasse mais falar a Presidente agradeceu a presença de todos e deu por encerrada a Assembleia e para constar, eu José Jadilson de Oliveira Custódio, secretário geral, lavrei a prç^nte ata que é assinada por mim e pela diretora presidente. Carpina - PE; 26 de Junho de 2012

sexta-feira, 22 de junho de 2012






SINDICATO DOS SERVIDORES PÚBLICOS MUNICIPAIS DE CARPINA, PAUDALHO, ITAQUITINGA, ALIANÇA, VICÊNCIA, MACAPARANA, BUENOS AIRES, TRACUNHAÉM E LAGOA DO CARRO.
FILIADO A FEDERAÇÃO DOS SINDICATOS E ASSOCIAÇÕES DE SERVIDORES PÚBLICOS EM PERNAMBUCO, A CONFEDERAÇÃO DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO BRASIL, A CONFEDERAÇÃO NACIONAL DOS SERVIDORES PÚBUCOS E A CENTRAL GERAL DOS TRABALHADORES DOBRASIL.

INFORMATIVO DO SINSEMUC


ATÉ A PRESENTE DATA O PREFEITO NÃO ENVIOU A CÂMARA DE VEREADORES NENHUM PROJETO DE LEI QUE TRATE SOBRE O REAJUSTE DE SALÁRIO DOS PROFESSORES E NENHUM PROJETO SOBRE O PLANO DE CARGOS, CARREIRA E VENCIMENTO DAS MERENDEIRAS E DEMAIS SERVIDORES.

A CATEGORIA ESTÁ CONVOCADA A COMPARECER NESTA TERÇA - FEIRA DIA 26/06/2012 AS 9:00 HORAS NA CÂMARA MUNICIPAL DE CARPINA PARA TRATAR SOBRE A GREVE QUE ESTÁ SUSPENSA DESDE O DIA 25/04/2012.




Maria das Mercês Silveira
Diretora Presidente



CARPINA - PE; 21 DE JUNHO DE 2012




"NÃO VENCEMOS TODAS AS VEZES QUE LUTAMOS, MAS
PERDEMOS TODAS AS VEZES QUE DEIXAMOS DE LUTAR"






Av. Da Bandeira N°.357 Bairro Senzala, Carpina - PE CEP N°. 55810-000 Tel/fax:3622-1623 E - mail - SINSEMUC@gmail.com - CNPJ N°. 03.057.12.40001-82 cadastro de N°. 46000.015712/00-06, concedido do D. O.U em 25/09/03, seção 1, p58.
PROJETO LEINº 002/2012


EMENTA: Fixa novo valor do piso salarial dos profissionais do magistério público da educação
básica do Município e dá outras providências.


0 PREFEITO DO MUNICÍPIO DE CARPINA, ESTADO DE PERNAMBUCO, no uso de suas atribuições, submete à aprovação da Câmara de Vereadores o seguinte Projeto de Lei:

Art. I o - A carga horária dos professores da educação dos anos iniciais é de
no máximo 150 horas aula.
1 - o piso salarial do professor com 150 horas aula passa a ser de R$ 1.089,00 (hum mil oitenta e nove reais), para jornada de, no máximo 30 (trinta) horas semanais.

Art. 2o - A carga horária do professor da educação dos anos finais é de no
máximo 200 horas aula;
I - o piso salarial do professor com 200 horas aula passa a ser de R$ 1.451,00
(hum mil quatrocentos e cinquenta e um reais), para jornada de, no máximo 40 (quarenta) horas semanais.

Art. 3o - Fica preservado o pó de giz, os quinquénios por tempo de serviços e
demais gratificações legalmente estabelecidas por Lei.

Art. 4o - A fonte de recursos para custear a despesa é oriunda do Fundo de Manutenção é Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais
da Educação Básica - FUNDEB.

Art. 5o - As despesas com esta Lei correrão por conta das dotações orçamentárias consignadas no orçamento do Município.

Art. 6o - Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação, retroagindo
seus efeitos financeiros a 1° de janeiro do corrente ano.




Gabinete do Prefeito Municipal de Carpina, em 18 de junho de 2012.

PREFEITO

quinta-feira, 21 de junho de 2012

SÃO JOÃO DE CARPINA PEGANDO FOGO

VENHA FORROZAR À VONTADE, SÓ EM CARPINA TEM O MELHOR SÃO JOÃO DA REGIÃO.

Carpina faz o melhor são João  da região com as melhores bandas regionais priorizando os artistas da terra. A Prefeitura Municipal de Carpina  descentraliza os festejos juninos criando novos polos nos bairros periféricos e Zon Rural, destancando:Bairro Novo, Centro e Zona Rural (Chã do Meio,Caraúba, Caramuru e Ribeira de São Pedro)

POLO BAIRRO NOVO
Sexta feira 15 de junho 2012: 22h Kitara e Banda Aquarius
Sábado 1 junho: 22h Musa do Calypso, Oh0min Forrão Chacal

POLO MARINE E SUA GENTE - PARQUE DE EVENTOS
DIA 22 sexta feira- 22h0min Alexandre Pires
                                 0h0min Forrozão chacal

DIA 23 Sábado- 21h0min, Márcílio Monthier
                            22h0min, Belo
                            0h0min, andré Macambira
                            1h30min Jaminho de Exu
                            2h30min Almir Rocha

DIA 24 Domingo-20h0min Paulinho do Acordeon
                              22homin Rodrigo Raposo
                              0h0min Magnatas do Forró
                              2h0min Brasas do Forró

DIA 25 Segunda feira-20h0min Nadia Maia
                                     22h0min Rogério Rangel
                                     0h0min Banda Aquárius
                                     2h0min Aborto do Cavaco 

DIA 26 Terça feira- 20h0min Andreza Formiga
                                 22h0min Roberto Cruz
                                 0h0min Pikap Turbinada

DIA 27 Quarta Feira- 21h0min Capital do Sol
                                     23h0minForró das Marias
                                     1h0min Forró Pikap

DIAS 28 Quinta Feira- 20h0min Nega Maluca
                                       22h0minCalcinha Preta
                                       0h0min Arreio de Ouro

DIA 29 Sexta Feira- 20h Forrozão  Swing Radical
                                   22h0min Gatin ha Manhosa
                                   0h0minBolados

DIA 30 Sábado- 20h0min Namoro de Menina
                            22h0min Anjo Azul
                            0h0min Cravo e Canela
                            2h0min Overdose

POLO LUIZ GONZAGA - PÉ DE SERRA
DIA 22 Sexta feira-19h0min RR Sertanejo
                                 21h0min Forró Brasil

DIA 23 Sábado- 19h0minViajante do Forró
                            21h0min Cosminho e Banda
                            23h0min Beto e Biajo

DIA 24 Domingo- 19h0min Forró Fiá
                                21h0min Cleide e Robertinho
                                23h0min Rosimar Lima

DIA 25 Segunda Feira- 19h0min Forró Pegado
                                          21h0minLeonor Araújo e  Banda

DIA 26 Terça feira- 19h0min Paulinho Sertanejo
                                  21 h0min Ponteira de Peão

DIA 27 Quarta feira- 19h0minFábio do Forró
                                    21h0min Forró Girassol

DIA 28 Quinta Feira- 16h0min Forró dos Idosos(Max Forrozão DoisAamores)
                                     19h0min Forró Suado
                                     21h0minDeivinho do Acordeon

DIA 29 Sexta feira- 19h0min Forró da Serra
                                  21h0min Canavieiros do Forró

DIA 30 Sábados- 19h0min Max Forrozão
                              21h0min Forró Pesado
                             23h0min Ramos Forrozero

POLI CULTURAL PROFª LÉCIA

DIA 22 Sexta Feira- Apresentação de Quadrilhas das Escolas Municipais e particulares

DIA 23 Sábado- 19h0min Violeiro Edvldodo Zuzu
                            19h30min Ciranda João Limoeiro
                            20h30min coco e Roda Zé de Teté

DIA 24 Domingo- 19h0min apresenação das quadrilhas
                                21h0min Ciranda do Erasmo

DIA 25 Segunda Feira- 19h0min apresentação das Quadrilhas

DIA 26 TerçaFeira- 19h0min  Coco de Roda Biu Caboclo
                                   20h0min Violeiro Biu Thomaz e Manoel Domingos

DIA 27 Quarta feira- 19h0min Mateus e Catarina
                                    19h30min Saúba e sua Boneca
                                    20h0min apresentaação das Quadrilhas

DIA 28 Quinta Feira- 19h0min apresentação cultural Explosão do Calypso
                                     19h30min Neide e seu Boneco
                                     20h0min Coco de Roda e mano de Baé

DIA 29 Sexta feira- 19h0min Violeiro Papa Capim e Siriema
                                 19h30min Embolador Pena Branca  e Passarinho do Norte
                                 20h0min antonio Cajú e Delegado
                                 20h30min Coco de Roda Olívio da Silva

POLO MAMULENGO MESTRE SOLON

DIA 22 Sexta feira-  19h0min Mamulengo Sorriso Encantado
                                   20h0min Mamulengo Floresta dos Leões
                                   21h0min Adriano e Sua Boneca

DIA 23 Sábado- 19h0min Silvio Ventrículo
                            20h0min Mamulengo Nova Geração
                            21h0min Mamulengo Milênio

DIA 24 Domingo- 19h0min Mamulengo Cultural
                                20h0min Miro e Sua Boneca
                               21h0min Bibiu e Sua Boneca

POLO ZONA RURAL

CARAÚBA
DIA 23 Sábado- 20h0min Dueto.com
                            22h0min Ases da Paixão
                                 CARAMURU

DIA 24 Domingo- 16h0min Perfil do Forró
                                18h0min Afoito do Forró
                                20h0min Xamego da Paixão

DIA 29 Sexta feira- 21h0min Asas da Paixão
                                 23h0min Perfil do Forró 
                             
CHÃ DO MEIO

DIA  07/07 Sábado-  21h0min Banda Swing Bom
                                   23h0min Fogo da Paixão

RIBEIRA DE SÃO PEDRO

DIA 08/07 Domingo- 12h0min Paulinho Balada Quente 
                                     14h0min Ramos Forrozeiro
                                     16h0min Max Forrozão dois Amores









terça-feira, 12 de junho de 2012

BA: Justiça manda governo devolver salário de professores em greve PDF Imprimir E-mail
O Tribunal de Justiça da Bahia concedeu liminar aos professores da Rede Estadual de Ensino e ordenou que o Governo do Estado devolva aos trabalhadores grevistas os salários que não foram pagos devido ao corte de ponto promovido pela Secretaria de Educação. A ordem foi expedida pela desembargadora Lícia de Castro Carvalho nesta segunda-feira e já foi publicada no Diário Oficial da Justiça.
O movimento grevista completa nesta terça-feira 49 dias ininterruptos, em que mais de 1 milhão de alunos são prejudicados pela falta de aulas. A greve começou no último dia 11 de abril e desde o dia 13 os docentes ocupam a Assembleia Legislativa, que virou o local de concentração oficial da greve. Os professores querem 22,22% de aumento para todas as categorias do ensino estadual. O governo alega que não há verba para tal.
A desembargadora julgou um pedido enviado pela APLB Sindicato e deu razão aos argumentos dos trabalhadores. Na liminar, consta que o fato do governo de cortar salários é "violador de direito líquido e certo", além de "ilegal, ilegítimo e injusto". O salário dos professores, de acordo com o abalizamento da magistrada, é de natureza familiar e a realização de uma greve não é motivo razoável para impedir seu pagamento.
Além disto, foi também ordenado que os servidores da educação voltassem a ter acesso ao Planserv e também os créditos consignados aos quais têm direito devido à segurança financeira e de saúde. O sindicato adicionou que não existe nenhuma lei de greve específica que regule a forma como deverão ser repostos os dias parados na paralisação e que greve e falta ao trabalho são dois conceitos diferentes, errando o governo em promover o corte de ponto por uma reivindicação que é um direito trabalhista.
Segundo a desembargadora, a ordem deve ser cumprida imediatamente e a liminar foi endereçada ao Estado em nome do procurador-geral do Estado, Rui Moraes Cruz, que deve informar o governo do desejo da Justiça. Não há, porém, nenhuma multa prevista em caso de descumprimento da medida. O governo ainda não divulgou posicionamento quanto à liminar.
O presidente do sindicato, Rui Oliveira, disse estar feliz com o posicionamento da Justiça, pelo qual se espera há muito tempo, desde que a advogada Rita de Cássia Souza entrou com o pedido de liminar após o anúncio do corte de ponto. "Justiça tarda, mas não falha", declarou. Milhares de professores tiveram o salário zerado e, com isto, não conseguem pagar contas ou mesmo fazer supermercado desde o início deste mês.
Oliveira diz que prefere não comentar sobre a possibilidade do governo contestar a ordem e não cumprir a medida. Segundo ele, não o cabe contestar uma ordem judicial e tampouco considerar sobre os futuros procederes por parte da administração pública. "Eu vou continuar a fazer a minha parte, que é lutar para que a justiça seja feita".
Os sindicalistas sustentam que há, sim, dinheiro para que o governo cumpra o acordo que teria assumido com a categoria no ano passado e aumente todos os salários em 22,22%. O argumento é de que o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) teria 30% recursos exclusivos para pagamento com pessoal. A reivindicação é que o governo sente com a categoria e explique como a verba do Fundeb é usada e, assim, estabeleça o aumento em projeto de lei.
Fonte: (Portal Terra 29/05/12)   copie o linque abaixo e acesse na integra as informações http://www.cnte.org.br/index.php/quadro-de-greve/33-bahia/10304-ba-justica-manda-governo-devolver
salario-de-professores-em-greve
Repasse do Fundeb 2012 acumulado dos últimos cinco meses dos municípios que compõem a base do SINSEMUC Regional Mata Norte.
Município: Aliança
UF: PE
Ano: 2012

Mês FPM ITR IOF LC 87/96 LC 87/96-1579 CIDE FEX FUNDEF FUNDEB Total
01
1.261.000,47 405,07 0,00 674,49 0,00 19.783,85 0,00 0,00 1.637.004,90 2.918.868,78
02
1.525.371,61 456,26 0,00 674,49 0,00 0,00 0,00 0,00 1.156.069,56 2.682.571,92
03
1.035.970,94 645,94 0,00 674,49 0,00 0,00 0,00 0,00 1.241.129,29 2.278.420,66
04
1.305.663,16 216,03 0,00 674,49 0,00 12.869,41 0,00 0,00 1.213.794,71 2.533.217,80
05
1.460.291,85 112,16 0,00 786,42 0,00 0,00 0,00 0,00 1.549.697,17 3.010.887,60

6.588.298,03 1.835,46 0,00 3.484,38 0,00 32.653,26 0,00 0,00 6.797.695,63 13.423.966,76


Município: Buenos Aires
UF: PE
Ano: 2012

Mês FPM ITR IOF LC 87/96 LC 87/96-1579 CIDE FEX FUNDEF FUNDEB Total
01
560.444,67 92,58 0,00 482,47 0,00 7.878,49 0,00 0,00 441.614,65 1.010.512,86
02
677.942,97 64,13 0,00 482,47 0,00 0,00 0,00 0,00 321.793,07 1.000.282,64
03
460.431,54 75,20 0,00 482,47 0,00 0,00 0,00 0,00 345.469,58 806.458,79
04
580.294,77 5,48 0,00 482,47 0,00 5.131,44 0,00 0,00 336.663,30 922.577,46
05
649.018,60 36,07 0,00 473,34 0,00 0,00 0,00 0,00 431.359,74 1.080.887,75

2.928.132,55 273,46 0,00 2.403,22 0,00 13.009,93 0,00 0,00 1.876.900,34 4.820.719,50

Município: Carpina
UF: PE
Ano: 2012

Mês FPM ITR IOF LC 87/96 LC 87/96-1579 CIDE FEX FUNDEF FUNDEB Total
01
1.821.445,10 424,85 0,00 2.800,04 0,00 33.226,83 0,00 0,00 1.766.227,46 3.624.124,28
02
2.203.314,55 5,42 0,00 2.800,04 0,00 0,00 0,00 0,00 1.261.583,05 3.467.703,06
03
1.496.402,45 127,27 0,00 2.800,04 0,00 0,00 0,00 0,00 1.354.406,15 2.853.735,91
04
1.885.957,87 36,88 0,00 2.800,04 0,00 21.725,19 0,00 0,00 1.322.855,83 3.233.375,81
05
2.109.310,43 2.871,48 0,00 2.594,53 0,00 0,00 0,00 0,00 1.691.136,76 3.805.913,20

9.516.430,40 3.465,90 0,00 13.794,69 0,00 54.952,02 0,00 0,00 7.396.209,25 16.984.852,26

 Município: Itaquitinga
UF: PE
Ano: 2012

Mês FPM ITR IOF LC 87/96 LC 87/96-1579 CIDE FEX FUNDEF FUNDEB Total
01
700.555,85 1.753,92 0,00 447,38 0,00 9.854,12 0,00 0,00 660.860,48 1.373.471,75
02
847.428,69 0,00 0,00 447,38 0,00 0,00 0,00 0,00 470.984,86 1.318.860,93
03
575.539,41 35,40 0,00 447,38 0,00 0,00 0,00 0,00 505.638,38 1.081.660,57
04
725.368,46 45,53 0,00 447,38 0,00 6.418,12 0,00 0,00 493.985,69 1.226.265,18
05
811.273,27 99,44 0,00 404,30 0,00 0,00 0,00 0,00 631.349,49 1.443.126,50

3.660.165,68 1.934,29 0,00 2.193,82 0,00 16.272,24 0,00 0,00 2.762.818,90 6.443.384,93



Município: Lagoa do Carro
UF: PE
Ano: 2012

Mês FPM ITR IOF LC 87/96 LC 87/96-1579 CIDE FEX FUNDEF FUNDEB Total
01
700.555,85 111,12 0,00 457,32 0,00 9.919,34 0,00 0,00 578.757,15 1.289.800,78
02
847.428,69 445,66 0,00 457,32 0,00 0,00 0,00 0,00 419.836,44 1.268.168,11
03
575.539,41 147,90 0,00 457,32 0,00 0,00 0,00 0,00 450.726,60 1.026.871,23
04
725.368,46 0,00 0,00 457,32 0,00 6.485,07 0,00 0,00 439.458,28 1.171.769,13
05
811.273,27 65,01 0,00 477,00 0,00 0,00 0,00 0,00 562.785,59 1.374.600,87

3.660.165,68 769,69 0,00 2.306,28 0,00 16.404,41 0,00 0,00 2.451.564,06 6.131.210,12

Município: Paudalho
UF: PE
Ano: 2012

Mês FPM ITR IOF LC 87/96 LC 87/96-1579 CIDE FEX FUNDEF FUNDEB Total
01
1.541.222,80 1.627,76 0,00 1.185,29 0,00 25.441,93 0,00 0,00 2.038.558,90 3.608.036,68
02
1.864.343,08 439,50 0,00 1.185,29 0,00 0,00 0,00 0,00 1.450.835,31 3.316.803,18
03
1.266.186,70 1.448,03 0,00 1.185,29 0,00 0,00 0,00 0,00 1.557.582,93 2.826.402,95
04
1.595.810,52 172,91 0,00 1.185,29 0,00 16.611,06 0,00 0,00 1.521.928,54 3.135.708,32
05
1.784.801,16 30,74 0,00 1.044,30 0,00 0,00 0,00 0,00 1.944.827,07 3.730.703,27

8.052.364,26 3.718,94 0,00 5.785,46 0,00 42.052,99 0,00 0,00 8.513.732,75 16.617.654,40


Município: Macaparana
UF: PE
Ano: 2012

Mês FPM ITR IOF LC 87/96 LC 87/96-1579 CIDE FEX FUNDEF FUNDEB Total
01
980.778,13 9,82 0,00 502,58 0,00 14.226,98 0,00 0,00 836.491,17 1.832.008,68
02
1.186.400,15 0,00 0,00 502,58 0,00 0,00 0,00 0,00 596.562,67 1.783.465,40
03
805.755,18 4,98 0,00 502,58 0,00 0,00 0,00 0,00 640.455,76 1.446.718,50
04
1.015.515,81 0,00 0,00 502,58 0,00 9.273,29 0,00 0,00 625.647,25 1.650.938,93
05
1.135.782,55 29,48 0,00 544,35 0,00 0,00 0,00 0,00 799.684,96 1.936.041,34

5.124.231,82 44,28 0,00 2.554,67 0,00 23.500,27 0,00 0,00 3.498.841,81 8.649.172,85

Município: Vicência
UF: PE
Ano: 2012

Mês FPM ITR IOF LC 87/96 LC 87/96-1579 CIDE FEX FUNDEF FUNDEB Total
01
1.120.889,31 401,14 0,00 1.057,19 0,00 17.021,19 0,00 0,00 1.300.340,84 2.439.709,67
02
1.355.885,89 81,09 0,00 1.057,19 0,00 0,00 0,00 0,00 926.961,22 2.283.985,39
03
920.863,06 594,05 0,00 1.057,19 0,00 0,00 0,00 0,00 995.163,95 1.917.678,25
04
1.160.589,51 30,27 0,00 1.057,19 0,00 11.092,37 0,00 0,00 972.202,58 2.144.971,92
05
1.298.037,20 459,05 0,00 972,81 0,00 0,00 0,00 0,00 1.242.580,25 2.542.049,31

5.856.264,97 1.565,60 0,00 5.201,57 0,00 28.113,56 0,00 0,00 5.437.248,84 11.328.394,54

 Município: Tracunhaém
UF: PE
Ano: 2012

Mês FPM ITR IOF LC 87/96 LC 87/96-1579 CIDE FEX FUNDEF FUNDEB Total
01
560.444,67 197,73 0,00 429,68 0,00 7.994,26 0,00 0,00 368.141,57 937.207,91
02
677.942,97 0,00 0,00 429,68 0,00 0,00 0,00 0,00 261.206,66 939.579,31
03
460.431,54 129,72 0,00 429,68 0,00 0,00 0,00 0,00 280.425,33 741.416,27
04
580.294,77 30,71 0,00 429,68 0,00 5.207,96 0,00 0,00 274.101,86 860.064,98
05
649.018,60 125,50 0,00 393,84 0,00 0,00 0,00 0,00 350.144,35 999.682,29

2.928.132,55 483,66 0,00 2.112,56 0,00 13.202,22 0,00 0,00 1.534.019,77 4.477.950,76
 Fonte: http://www.stn.fazenda.gov.br/estados_municipios/municipios.asp
 
A partir de 1998, dos valores do FPM, FPE, IPI-Exportação e ICMS LC 87/96, já está descontada a parcela de 15 % (quinze por cento) destinada ao FUNDEF.
A partir 2007, dos valores do FPM, FPE, IPI-Exportação e ICMS LC 87/96 e do ITR, já estão descontados da parcela destinada ao FUNDEB.
 
Deacordo com as planilhas apresentadas acima o município  de Carpina é o que  tem maior arrecadação de imposto transferidos como também é o município que menos valoriza os profissionais da educação e até o momento não está cumprindo as determinações das legislações federal e municipal ou seja  a valorização do  piso dos profissionais do magistério.
Acreditamos que os prefeitos das demais cidades como o prefeito de Carpina são sabios e vão cumprir as determinações em vigor solicitada pelo ministério público no tempo certo. 

Marcadores